Sobre nós

 

 

MBV_0904.jpg

Equipa docente da ACT

Em cima (da esquerda para a direita): Elsa Valentim,Teresa Lima, Inês Nogueira, António Pires, Sofia de Portugal, Nuno Pino Custódio e Beatriz Batarda

Em baixo: Vicente Alves do Ó, Nuno Nunes e Patrícia Vasconcelos

 

Foto de: Maria Vasconcelos

 

O projecto Act-School surgiu em 2000 porque acreditámos que podíamos contribuir para formar uma nova geração de actores. Actores apaixonados, criativos, autónomos.

Acreditamos que só uma técnica sólida permite adquirir ferramentas para responder às diversas solicitações do mercado, quer seja no teatro, no cinema ou em televisão. Para isso, convidamos professores, nacionais e estrangeiros, profissionais com larga experiência e uma enorme vontade de passar o seu testemunho a uma nova geração de actores. Para estes profissionais, a Act é também um espaço de pesquisa, onde podem apurar técnicas e experimentar novos conceitos. Um espaço onde se cruzam a tradição e a experimentação.
 
O ano de 2015 foi um ano de expansão para a Act: desenvolvemos protocolos com diversas companhias de teatro, canais de televisão e produtoras. Na sequência destes protocolos, produzimos uma longa metragem com realização e argumento de Vicente Alves do Ó — “O Amor é Lindo...Porque Sim!”, onde os nossos finalistas são protagonistas lado a lado com consagrados actores. O filme estreou em Março de 2016 em cerca de 50 salas por todo o país.
Depois da temporada no Teatro do Bairro e da participação no Festival de Almada com o espectáculo 4 Santos em 3 Actos, encenado por António Pires, estes mesmos jovens actores estagiaram no Teatro Meridional, integrando a criação da companhia: Colectividade.
 
A todos os nossos alunos, pedimos-lhes que tragam na bagagem a paixão, a paixão por se transformarem, por quererem experimentar ser outro, paixão por explorar a alma humana. Confiamos na sua generosidade, no seu profissionalismo e no seu espírito de partilha.

Que não percam nunca a paixão, a esperança, a curiosidade e o desejo de descobrir novos rumos. Que acreditem sempre que é pela arte que o mundo se transforma e que o Homem se supera a si mesmo.

 

Patrícia Vasconcelos e Elsa Valentim - directoras da ACT